Tradutor

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

limpemus babam!

E no primeiro dia, o homem disse: "Que haja deus!" E deus apareceu para fazer coisas divinas, coisas tão divinas que podem ser consideradas quase-até-quem-sabe dignas de serem à imagem e semelhança, adivinhem de quem, chutem, sim, até... pasmem... coisas à imagem e semelhança do ...homem! Deus é tão divino que chega quase a ser humano! ("Meu deus, quanta honra!" é o que deus pensa às vezes.) E então no segundo dia o homem inventou um lugar, que por hora eu vou chutar que seja um cume de alguma montanha ou o meio de algum mar colorido aberto - já que eu não vou pesquisar sobre isso - enfim... e lá subiram para falar algo como: "Que haja uma pedra com leis!" E então a pedra passou a ditar as leis escritas por um deus destro que escreve com a mão canhota. Leis sem prazo de validade. Como se fossem aqueles alimentos que não apodrecem nunca mas que é bem provável de te matarem pela quantidade de conservantes e agrotóxicos. A pedra legal. A pedra legislativa. Duração pétrea. E então no terceiro dia, como já estava ficando chato, alguém disse: "Que haja sentimentos novos que provoquem diferenças!" - e todos se dispersaram e passaram a descobrir o tamanho do mundo e da terra e das florestas e das águas e das opiniões, mas então, quando estava ficando muito difícil e interessante demais para se aguentar e administrar, alguém propôs: "Que pensemos todos de um só modo pra ficar mais fácil!" E nesse dia o mundo ocidental virou o papel de parede do computador de deus.

Bem aventurados os que pouco se lixam, pois suas lixas durarão mais. Bem aventurados os que bebem, já que a modernidade é líquida. Bem aventurados os que passam mal depois de beber, considerando que o mal estar é de toda a civilização. Bem aventurados os que não possuem irmãos, pois herdarão sozinhos os bens do inventário. Bem aventurados os que só acreditam na palavra de deus, pois a maioria dos autores tem mais de um livro publicado - e ler cansa as vistas.

E no sétimo dia, finalmente, o homem disse: "Que apaguem a luz! A energia está cara!" - e o homem descansou.


P.S ¹: Postado a pedido de T.K
P.S ²: Esse texto trata mais de piadas internas do que de história.